08/06/2021 às 13h09min - Atualizada em 08/06/2021 às 13h09min

Projeto de banheiro acessível - Rodrigo Mozer

Como a Arquitetura pode ajudar a garantir a cidadania.

Rodrigo Mozer Vilaça
Segundo a legislação brasileira com o decreto 5.296/12/2004, toda edificação deve ser projetada com os princípios de desenho universal, ou seja, com acessibilidade para toda população, atendendo todo tipo de deficiência que o mesmo apresenta. Observa-se que todos os planos diretores municipais e de transporte depois da vigência do decreto, devem se adequar ao desenho universal.

Entretanto, mais especificamente, no mercado da construção civil brasileiro a legislação tem sido aplicada? E o que será necessário para que as empresas deste setor atendam plenamente a legislação vigente no país? No âmbito local observa-se que, pouco se investe em edificações acessíveis.

Hoje é de conhecimento de todos os projetistas, mas o mercado ainda desconsidera tais instruções nas edificações, que desconsideram estes condicionantes em seus empreendimentos. É necessário difundir para à população, que projetar e construir respeitando a acessibilidade, além de cumprir o decreto deve ser atendido, é uma questão de respeito, com irrisório custo de implantação e grandes benefícios sociais.

Neste projeto, que é capa da coluna, foi necessário atender aos princípios de acessibilidade para garantir ao morador a utilização adequada. Para garantir a utilização do banheiro optou-se pela utilização de cortinas garantindo a funcionalidade para o cadeirante manobrar a cadeira em um banheiro com 1,50m x 2,45m. 

O projeto garante a acessibilidade com soluções simples e mantendo um modelo arquitetônico moderno e bonito, o que mostra que acessibilidade não é um custo, e tão pouco inviabilidade um projeto arquitetônico bonito.
Link
Rodrigo Mozer Vilaça

Rodrigo Mozer Vilaça

Arquiteto e Urbanista

Relacionadas »