31/08/2021 às 08h53min - Atualizada em 31/08/2021 às 08h53min

Araçatuba: Madrugada de crime

Criminosos usaram reféns como escudo humano.

Rio Doce em Pauta - Redação
CNN
Uma quadrilha composta por pelo menos 50 pessoas armadas executou um ataque a bancos na cidade de Araçatuba, no interior de São Paulo, na madrugada desta segunda-feira (30). De acordo com a Polícia Militar (PM), três pessoas morreram, cinco ficaram feridas e duas foram presas.

As buscas por assaltantes continuam nesta manhã, com apoio do helicóptero Águia e do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate). Segundo a PM, um integrante do grupo está entre os mortos. A Santa Casa de Araçatuba informou, por meio de nota, que cinco homens feridos, com idades entre 25 e 38 anos, deram entrada no local.

Um homem de 28 anos foi baleado no abdome; um outro de 31 anos levou tiros no rosto e braços e precisou de intubação. Um jovem de 25 anos, atingido por explosivos, sofreu amputação dos pés e dedos das mãos. Um outro homem, de 45 anos, foi baleado na região das nádegas e já recebeu alta. Houve tentativa de assalto às agências do Banco do Brasil e Caixa Econômica, localizadas muito próximas uma da outra.

Nas redes sociais, há imagens que mostram o uso de reféns como “escudo humano” nos carros em movimento. A informação foi confirmada pela prefeitura da cidade.O caso já é investigado pela DEIC de Araçatuba, com apoio da 5ª Delegacia de Polícia de Investigações sobre Furtos e Roubos a Bancos, do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC).
 

Distribuído em pelo menos 10 veículos, o grupo responsável pelo ataque utilizou explosivos com infravermelho, espalhados em pontos estratégicos da região. Em uma das detonações, um ciclista foi atingido. Ainda não há informações sobre o estado de saúde dele. As explosões também causaram queda de energia elétrica em parte da cidade.

A rodovia Marechal Rondon, um dos acessos à cidade, foi fechada pela quadrilha, para atrasar a chegada das equipes policiais. Quatro veículos, incluindo um ônibus, foram incendiados: um deles, ao lado do Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep), dois na rodovia e outro no centro da cidade, próximo às agências bancárias.

Polícias de Bauru, Ribeirão Preto e Presidente Prudente foram acionadas para reforço da segurança no local. Segundo informações da prefeitura, o governo do estado também está ciente do ataque. Em nota, a Secretaria de Segurança Pública informou que “estão em andamento buscas para localizar os criminosos”.
 

Link
Notícias Relacionadas »